Arquivo da Categoria ‘Televisores’

Limpeza de telas de LCD e de plasma

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Na nova geração de telas de televisores, tanto as que utilizam a tecnologia de LCD quanto a de plasma, todas são capazes de reproduzir imagens de alta definição. Nesses aparelhos, para que se obtenha uma imagem de qualidade, é fundamental não só o bom estado de funcionamento da tela, mas também sua higienização. Por isso, sua limpeza aflige as pessoas que adquirem esses tipos de televisor.

Como nos televisores convencionais (aqueles de CRT) a tela é de vidro, qualquer produto para limpeza de vidros pode ser utilizado. Entretanto, devido a sua fragilidade, a limpeza das telas de LCD ou de plasma é fator de muita preocupação. As telas de cristal líquido (LCD), comumente conhecida por display ou visor de cristal líquido, e as de plasma têm um substrato de vidro diferente do vidro resistente das TVs convencionais, o que, consequentemente, torna as novas telas muito mais sensíveis.

A grande dúvida refere-se aos cuidados que se deve ter com a limpeza, que, feita inadequadamente, pode causar danos irreparáveis, resultando na substituição da tela. Logo, a limpeza dessas telas (bastante sensíveis), requer cuidados especiais.

Vejamos alguns.

- Jamais use produtos químicos, como detergente, desinfetantes ou qualquer outro produto que tenha em sua composição acetona, amônia, álcool etílico, tolueno ou cloro metano. As reações causadas pelo uso dessas substâncias acarretam sérios danos à tela, como o desbotamento das cores ou a “morte” de pixels.

- Não use, também, toalhas de papel, papel higiênico, lenço de papel ou camisetas, pois materiais desse tipo podem riscar a tela. Muitas vezes, recorremos a esse tipo de utensílio, pois estão quase sempre à mão, mas eles podem causar danos permanentes à tela.

- As bordas dos televisores de LCD e plasma geralmente são feitas de um material resistente, portanto é possível esfregá-los com certa força, mas sempre com atenção para não atingir a tela.

- Antes de começar a limpeza é recomendável desligar o televisor. Assim, pode-se observar a condição da tela e identificar os focos de sujeira. Se perceber que há alguma sujeira mais sólida, remova-a antes de esfregar, para evitar riscos. Para isso, use um pincel macio (cerdas duras podem danificar a tela) ou ar comprimido (não muito próximo da tela).

- Se a tela não apresenta manchas de dedo ou gordura, e a intenção é tirar a poeira que normalmente se acumula, um simples pano seco e macio dá conta do recado. A principal dica é nunca fazer pressão sobre uma tela de LCD. Apenas passe o pano macio com movimentos leves, e a poeira deve sair sem esforço.

- Marcas de dedo são praticamente inevitáveis quando o televisor (embora não seja recomendado) é instalado em local onde as crianças podem tocar na tela do aparelho. Nesse caso, se o pano seco não for suficiente, a melhor dica é utilizar produtos específicos para limpeza desse tipo de tela. Há soluções para limpeza de eletrônicos que são recomendadas, pois evaporam rapidamente e não grudam na tela. Nesse caso, procure produtos que tenham componente antiestático, assim a poeira não gruda com tanta facilidade.

Atualização de software na memória EEPROM

terça-feira, 16 de junho de 2015

TV Sony Bravia modelo KDL-32EX305/1

Muitas vezes, depois de substituir a placa T-CON ou a placa de sinal, pode haver um conflito de comunicação entre essas placas, provocando borrões na imagem, os quais são causados pelas diferentes versões do software; nesse caso, faz-se necessário gravar uma nova atualização na memória EEPROM.

Para resolver esse problema, é preciso entrar no site da Sony e baixar a atualização para o modelo em que se deseja realizar a atualização. Ex.: TV 32″ LCD Sony Bravia KDL-32EX.

De posse do software, deve-se entrar no modo de serviço da TV para fazer a atualização do modelo da tela. Segue o passo a passo desse processo:

1º passo – Acessar o modo de serviço.

a) O televisor deve estar em stand-by (desligado pelo Power off).
b) Pressione a seguinte sequência de teclas no controle remoto (observe o tempo para a sequência, que deve ser de, no máximo, dois segundos):

Display > 5 > volume (+) > Power

c) O televisor ligará e aparecerá na tela a mensagem Service, seguida do item e da função.
d) Pressione o botão 1 ou o 4 do controle remoto para selecionar o item a ser ajustado.
e) Pressione o botão 3 ou o 6 do controle remoto para mudar a função.
f) Para gravar na memória, pressione os botões Muting e Enter.
g) Pressione o botão 8 e Enter para reinicializar.
h) Para sair do modo de serviço, desligue o aparelho, e volte a ligá-lo.

2º passo – Confirmar a gravação na memória EEPROM.

a) Após o ajuste, desligue o aparelho da tomada de força e aguarde alguns minutos; depois volte a ligá-lo à tomada.
b) Ligue o aparelho novamente em modo de serviço e verifique se os valores estão de acordo com os que foram ajustados e gravados; se houver algum erro, refaça tudo e confira novamente, até ficar tudo certo.

Tipos de televisor

terça-feira, 17 de março de 2015

Televisor Analógico: para receber transmissão de sinais digitais, o aparelho necessita de um conversor digital. Os televisores antigos usam tubo de raios catódicos (CRT), também chamado de cinescópio. Dentro do tubo há duas placas: uma positiva e outra negativa. Quando a tensão entre as placas é muito alta, gera elétrons, e, quando estes atingem a placa positiva, a diferença de energia gera um feixe de luz que atravessa o tubo e para na parte de trás do vidro da televisão, formando a imagem.

Televisor Digital: permite receber as transmissões digitais sem necessidade de um conversor digital. Também pode receber transmissões analógicas. Já o televisor de alta definição (HDTV) é capaz de reproduzir imagens com definição de 720 ou 1080 linhas horizontais.

Há duas importantes diferenças da TV digital em relação à analógica: a qualidade e a resolução. Essas diferenças são amplas e ficam mais evidentes nas imagens em movimento.

A melhor qualidade da TV digital deve-se ao fato de não ter chuviscos, fantasmas ou chiados, enquanto que a melhor resolução se refere à alta definição da imagem.

A resolução das televisões com padrão analógico é de aproximadamente 512 por 400 pixels, enquanto a do padrão digital trabalha com 1080. Isso permite que a imagem digital seja composta por muito mais pontos, com um formato widescreen, com a proporção 16:9, diferente do padrão analógico, que funciona na proporção 4:3.

O áudio é outra vantagem a ser considerada, pois, enquanto a TV analógica trabalha com um canal (mono) ou dois canais (estéreo) de áudio, a TV digital suporta até seis canais.

Os televisores digitais podem se apresentar de três formas:

TV LCD: com painel de LCD, tecnologia que usa como fonte de luz (backlight) lâmpadas fluorescentes. Um feixe de luz passa por pequenas células que contêm cristal líquido controlado por uma corrente elétrica. Assim são geradas as três cores básicas para a formação de imagens: vermelho, verde e azul.

TV LED: também usa painel de LCD. O processo de recepção funciona praticamente como o de uma TV de LCD só que a tecnologia usada como fonte de luz (backlight) emprega um conjunto de LEDs com as cores primárias (vermelho, azul e verde). Essa tecnologia faz com que a luz seja exatamente igual durante todo seu tempo de uso e não ocorra perda de brilho ou alteração de cor, independentemente de ter ou não uma luz acesa.

TV Plasma: no painel de plasma, encontram-se pequeninas células que contêm uma mistura de gases. Quando uma corrente elétrica passa por essas células, excita os gases, que passam para o estado plasma, gerando luz.